Quais são os principais ensinamentos Bahá’ís?


Por Maya Bohnhoff.

A segunda questão daquela alma curiosa que a minha Assembleia Espiritual Local me pediu para responder era a seguinte: Quais são os principais ensinamentos Bahá’ís?

Em primeiro lugar, os Bahá’ís acreditam que Bahá’u’lláh – uma expressão árabe que significa Glória de Deus – é o mais recente de uma sucessão de profetas e mestres divinos que remonta à pré-história. Entre esses educadores espirituais estão Krishna, Moisés, Buda, Cristo, Muhammad, só para mencionar alguns.

Bahá’u’lláh escreveu sobre estes educadores espirituais:


…Ele manifestou aos homens as Estrelas de Alva da Sua orientação Divina, os Símbolos da Sua unidade divina, e decretou que o conhecimento destes Seres santificados fosse idêntico ao conhecimento do Seu próprio Ser. Quem os reconheceu, reconheceu Deus. Quem deu ouvidos aos Seus chamamentos, deu ouvidos à voz de Deus, e quem testemunhou a verdade das Suas revelações, testemunhou a verdade do próprio Deus… Cada um deles é o Caminho de Deus que liga este mundo aos reinos do alto… Eles são as Manifestantes de Deus entre os homens, as evidências da Sua Verdade, os sinais da Sua glória. (Gleanings from the Writings of Baha’u’llah,  XXI)

No cerne da crença Bahá’í, está a aceitação de Bahá’u’lláh como o mais recente destes “Manifestantes de Deus”, aos quais algumas tradições religiosas se referem por diferentes títulos, como Avatar, Buda, Cristo, Messias, ou Profeta.

Certa vez, pediram a Bahá’u’lláh que resumisse os Seus ensinamentos numa palavra, e essa palavra era unidade. Especificamente, os Bahá’ís acreditam na unidade da humanidade. Todos os ensinamentos Bahá’ís, quer sejam dados ao indivíduo ou à sociedade como um todo, centram-se nessa realidade. Por exemplo, Bahá’u’lláh ensinou que:

  • há um único Deus que falou, como afirma a Bíblia, “muitas vezes e de diversas maneiras” aos povos do mundo, e isso significa que…
  • existe uma única religião revelada progressivamente ao longo da história através de uma série de professores divinos. Os seres humanos podem pensar nelas como religiões “diferentes”, mas para os profetas e mensageiros que as trazem, elas fazem parte de uma Fé que se vai desenvolvendo.
  • Existe uma única raça humana. As diferenças entre nós devem ser apreciadas, não temidas ou desprezadas. O lema Bahá’í é unidade na diversidade.
  • Toda a alma deve investigar a realidade de forma independente, portanto…
  • A educação deve ser universal e devemos adoptar uma língua auxiliar universal para que possamos comunicar independentemente da nossa língua nativa.
  • A ciência e a religião estão em harmonia; se assim não for, não conseguimos compreender uma ou ambas.
  • Mulheres e homens devem ter direitos e oportunidades iguais para alcançarem todo o seu potencial.
  • Devemos esforçar-nos por eliminar todas as formas de preconceito, incluindo preconceitos raciais, nacionais, políticos, de género, sociais e económicos.
  • Os problemas económicos e sociais exigem soluções espirituais.

Este princípio da investigação independente da realidade depende inerentemente do autoconhecimento e da justiça. Bahá’u’lláh escreveu, num livro chamado As Palavras Ocultas, que:


A mais amada de todas as coisas, aos Meus olhos, é a Justiça; não te desvies dela, se Me desejas, nem a descures, para que Eu possa confiar em ti. Com a sua ajuda, verás com os teus próprios olhos e não com os olhos de outros; saberás pelo teu próprio conhecimento e não pelo conhecimento do teu próximo.

Esta atenção global à justiça e ao conhecimento é necessária se quisermos seguir uma directiva que Bahá’u’lláh deu em resposta às perguntas que lhe foram feitas por um estudioso zoroastriano:


O Médico Omnisciente tem o Seu dedo no pulso da humanidade. Ele percebe a doença e, na Sua sabedoria infalível, prescreve o remédio. Cada era tem o seu próprio problema, e cada alma a sua aspiração particular. O remédio que o mundo necessita nas suas aflições actuais nunca poderá ser o mesmo exigido numa era posterior. Preocupai-vos impacientemente com as necessidades da era em que viveis e concentrai as vossas deliberações nas suas exigências e nos seus requisitos. (Gleanings from the Writings of Baha’u’llah, CVI)

———————————————————–
Texto original: What Are the Core Baha’i Beliefs? (www.bahaiteachings.org)

– – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – –

Maya Bohnhoff é Baha’i e autora de sucesso do New York Times nas áreas de ficção científica, fantasia e história alternativa. É também compositora/cantora (juntamente com seu marido Jeff). É um dos membros fundadores do Book View Café, onde escreve um blog bi-mensal, e ela tem um blog semanal na www.commongroundgroup.net.



Source link

Leave a Reply

Home Privacy Policy Terms Of Use Contact Us Affiliate Disclosure DMCA Earnings Disclaimer